LEITORES DO BEM DE KARMA!

PARA SUA MEDITAÇÃO!

CURTIR BEM DE KARMA NO FACEBOOK!

FRASES DE MOTIVAÇÃO!

BEM DE KARMA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

terça-feira, 14 de julho de 2015

CRIANÇAS, LUZ E TREVAS

Mensagem de Julie Redstone
8 de Julho de 2015


Há crianças que estão vindo à Terra agora, que mantêm mais luz em seus corpos, do que aquelas do passado. Estas crianças têm sido chamadas por vários nomes enquanto estiveram chegando.

O que caracteriza a sua encarnação, é uma maior sensibilidade às energias, um maior alinhamento com os objetivos de luz, paz e amor e, muitas vezes, uma maior vulnerabilidade, especialmente quando muito jovens, com as energias das trevas.

Em particular, aquelas que estão encarnando neste momento, estão chegando em circunstâncias em que não só uma maior quantidade de luz está presente na terra, mas também uma maior quantidade de escuridão.

E assim, as crianças que são sensíveis, estarão sentindo os efeitos de ambos em seus corpos de energia e, algumas vezes, terão dificuldades em absorver as energias escuras que podem estar se movendo através delas, atraídas para a luz que há nelas.

Infelizmente, ainda é um momento de diminuição de consciência dos efeitos da energia na consciência humana e, portanto, na consciência das crianças.

Por esta razão, as crianças cujos sistemas são facilmente super estimulados pelo impacto do excesso de entrada de energia de uma só vez, bem como aquelas crianças que são vulneráveis ​​ao influxo das correntes escuras por causa da sua composição energética, podem ser mal entendidas ou mal diagnosticadas, quando elas exibem sintomas de angústia por causa de uma sobrecarga do seu sistema de energia e de emoções que elas não conseguem processar.

Crianças que carregam mais luz em seus corpos precisam ser ajudadas ao longo deste tempo, uma vez que não têm nenhuma maneira de saber o que lhes está acontecendo, quando elas começam a parecer que estão fugindo, desobedecendo à autoridade dos adultos, ou agindo de formas rebeldes que não tinham sido típicas delas anteriormente.

Para ajudá-las, é necessário entender como traduzir o seu comportamento, não através de um prisma psicológico, mas através de uma compreensão da relação entre a luz e a escuridão e da capacidade de cada ser encarnado de se separar das energias intrusas.

Em primeiro lugar, a escuridão é, muitas vezes, atraída para a luz, como um combatente é atraído para aquilo que percebe como se opondo a ele. Desta forma, as energias das trevas são, muitas vezes, eletromagneticamente atraídas para a luz, a fim de diminui-la ou extingui-la.

Estas energias, quando entram nos muito jovens, podem causar uma agitação inexplicável, dificuldade em dormir, explosões súbitas de comportamento negativo, ameaças de violência, bem como tensão corporal geral.
Na maioria das vezes, os pais que experimentam esses episódios súbitos em seus filhos, não sabem o que está acontecendo e procuram uma explicação psicológica que poderia estar causando isto.

Embora os fatores psicológicos estejam sempre presentes, operando em sua maior parte em um nível inconsciente e não necessariamente visível através do comportamento de uma criança antes deste momento, eles não são ativados até serem agitados pelas energias das trevas que passam por uma criança, ligados a qualquer tendência existente, em um nível inconsciente ou subconsciente.

Então, os pais podem começar a testemunhar explosões inexplicáveis ​​de negatividade, mesmo em crianças que estão mantendo predominantemente uma grande quantidade de luz. Precisamos entender que esta não é a forma como uma criança se comportaria se não fosse influenciada por energias das trevas. É como elas se comportam, porque elas não têm a consciência necessária ou o controle para saber o que está acontecendo, a fim de impedir tais ocorrências.

Como pais, a responsabilidade que temos de ensinarmos às crianças não somente a forma de agir, mas sobre quem elas são, torna-se fundamental, em um momento em que o comportamento de um filho parece fora de controle, ou quando nos sentimos perplexos sobre por que eles estão agindo da maneira que o fazem.

O que vemos é uma mudança súbita de serem angélicos em um momento, para serem rudes e agressivos no seguinte, uma mudança que é surpreendente e inexplicável.

Enquanto testemunhamos isso, muitas vezes acontece que nós não temos nenhuma base através da nossa própria observação para a localização de qualquer coisa externa e óbvia que aconteceu, para causar o que parecem episódios recorrentes de explosão.

Nós, como pais, podemos transmitir às crianças que existem energias que se deslocam através delas, que não são “elas”, e que estas energias estão causando impulsos ao passarem através delas. Elas começam a desenvolver uma “linguagem da energia”que é facilmente compreensível, uma vez que corresponde à experiência interior real de uma criança.

Esta “linguagem da energia”, é muitas vezes mais difícil para os adultos aprenderem do que para as crianças, uma vez que os adultos já têm outras maneiras profundamente arraigadas de explicar as coisas para si mesmos, ao passo que para uma criança, qualquer coisa poderia ser verdade e é mais facilmente percebida como verdadeira, se ela corresponder ao que elas conhecem interiormente.

O ensinamento de que as energias podem se mover através dos jovens, e que “não são eles”, que estas energias podem parecer estar no controle por algum tempo, mas que passarão através do corpo por um breve período, trazendo as coisas novamente ao normal, é muito importante.

É importante porque ele começa a evocar a cooperação de uma criança, na tentativa de se separar de um impulso, para agir de determinada maneira, usando a força da mente e da compreensão de que não é ela, para criar uma separação.

A partir desta separação, pode vir um esforço conjunto do pai e da criança de não deixar “as rédeas soltas” às expressões da escuridão, de praticar a contenção de tais energias e saber como tolerar a sua mudança repentina na expressão, sem culpar a criança.

Esta última é de grande importância. Se pensarmos no comportamento perturbador como pertencente ou proveniente principalmente da motivação interna de nossos filhos, somos muito mais propensos a ficarmos com raiva ou chateados com eles, quando eles se comportam mal, ou não fazem o que lhes pedimos.

Se considerarmos o comportamento perturbador como algo relacionado a uma fonte de energia externa sobre a qual a criança tem pouco controle, em determinado momento – não até que mais compreensão ocorra no que diz respeito ao que está acontecendo – estaremos muito mais propensos a culparmos, ou nos perguntarmos o que fizemos para provocar tal ocorrência.

Isto não quer dizer que não haja um suporte psicológico para a ligação com as energias escuras. A expressão de tais tendências se torna muito ampliada pelas forças que não são inerentes ao corpo da criança.

Compreender o súbito comportamento impulsivo e agressivo das crianças desta maneira, segue um longo caminho no sentido de reduzir o impacto emocional de tal comportamento, e nos permite ajudar ao máximo aos nossos filhos através de tais episódios e para que retornem rapidamente a um estado mais comum, uma vez que eles terminem.

Este retorno à normalidade é também importante como parte de nossa compreensão da energia. Há um curto período de tempo em que um fluxo de questões de energia apresenta comportamentos difíceis e inexplicáveis e, então, há um fim para o episódio, e se os pais não carregarem qualquer animosidade ou raiva persistente, há um final para a perturbação.

Muitas vezes, apesar do maior conhecimento que possamos ter sobre o que está acontecendo e as maiores incursões que possamos ter feito para transmitirmos esta compreensão para os nossos filhos, acontecerá ainda que os filhos precisarão ser “contidos”, até que uma onda de energias da escuridão passe.

Muitas vezes, isto é claramente necessário quando um comportamento violento irrompe, como bater, empurrar, jogar coisas, ou outros atos de violência.

Às vezes, a melhor maneira de contenção para o jovem, é a maneira de segurá-lo fisicamente em um abraço amoroso, mas forte, de modo que a criança se sinta envolvida e mantida sob controle, ao mesmo tempo.

No entanto, isto não pode ser apenas o controle externo, sem o afeto e o amor. Ele também deve transmitir o amor que temos pelos nossos filhos e a compreensão compassiva do que eles estão passando.

A contenção para crianças mais velhas é mais difícil, desde que os seus corpos físicos são maiores e mais difíceis de manter sob controle. Onde isto não for mais possível, outros meios precisam ser encontrados para tentar efetuar a mesma coisa.

Para os jovens, a mistura de envolver, o que impede mais impulsos de comportamento agressivo, além do amor que perdoa e aceita ao mesmo tempo, segue um longo caminho para ajudar uma criança a se acalmar, de modo que o resto da energia que está passando através dela possa ser absorvida mais rapidamente.

As crianças não terão dificuldade em entender tudo isto, se os pais não tiverem dificuldade em entendê-lo. Eles saberão que algo indesejável está acontecendo, que eles têm uma parte a desempenhar em aprender a lidar com isto, e que os pais são aliados a este respeito – aliados que podem ser considerados para ajudar a gerenciar o que não pode ser gerenciado na própria criança.

Durante momentos de extrema incursão de energias da escuridão, acontece, muitas vezes, que uma criança não veja o pai como um aliado, mas, depois, este será o caso quando as coisas se acalmarem e quando o perdão e a compaixão ocorrerem.

Crianças que vieram com mais luz em seus corpos, que passaram por estes encontros com as energias da escuridão, estão fazendo isto, não por acaso, mas porque as suas almas escolheram passar por este aprendizado antes de encarnarem.

Algumas o escolheram por causa da natureza de seu futuro trabalho espiritual, a serviço da luz e da Terra. Outras o podem ter escolhido por causa de sua própria necessidade para a cura neste domínio.

Embora possa não ser aparente àqueles que observam o comportamento de uma criança durante estes momentos difíceis que algo está sendo curado é, no entanto, um curso de cura que está acontecendo a cada vez que uma criança experiencia a escuridão e retorna à luz.

A cura se encontra na liberação da escuridão para a consciência e no retorno à luz. Um sem o outro não constituiria a cura eficaz. Isto não significa que agir seja necessário, a fim de que a cura ocorra. Significa que a consciência seja necessária para que isto ocorra.

É verdade que nas famílias e para as crianças também, nós desejaríamos que estes episódios e sentimentos que eles despertam, não ocorressem. No entanto, no período em que estamos na Terra, e o equilíbrio da luz e da escuridão durante este tempo, faz com que aconteça mais comportamentos que refletem a escuridão do que estariam presentes em outro momento, ou que estarão presentes no futuro.

Com amor, compaixão e com o crescimento intrínseco à luz que irá ocorrer, as crianças irão superar estes episódios e chegarão a um espaço de cura e de maior equilíbrio, de modo que estas energias não mais perturbem a psique ou as relações entre os membros da família.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
AUTOR://stelalecocq.blogspot.com/2015/07/criancas-luz-e-trevas.html
http://lightomega.org

Tradução: Regina Drumond

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O Bem de Karma descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

ORAÇÃO DA CURA

Pai celestial, que habitais o meu interior, impregna com a Tua Luz vital cada célula de meu corpo, expulsando todos os males, pois estes não fazem parte de meu ser.

Na minha verdadeira realidade, como filho de Deus perfeito que sou, não existe doença; por isso que se afaste de mim todo o mal, todos os bacilos, micróbios, vírus, bactérias e vermes nocivos, para que a perfeição se expresse no meu corpo, que é templo de Divindade.

Pai teu Divino filho Jesus disse: pedi e recebereis, porque todo aquele que pede recebe, portanto, tenho absoluta certeza de que a minha oração da cura já é a própria cura. Para mim agora, só existe esta verdade: a cura total. Mesmo que a imagem do mal permaneça por algum tempo no meu corpo, só existe em mim agora a imagem mental da cura e a verdade da minha saúde perfeita.

Todas as energias curadoras existentes em mim estão atuando intensamente, como um exército poderoso e irresistível, visando os inimigos, fortalecendo as posições enfraquecidas, reconstruindo as partes demolidas, regenerando todo o meu corpo. Sei que é o poder de Deus agindo em mim e realizando o milagre maravilhoso da cura perfeita.

Esta é a minha verdade mental. Esta portanto é a verdade do meu corpo.

Agradeço-te, óh! pai, porque Tu ouvistes a minha oração.

Dou-te graças, com toda alegria e com todas as forças interiores porque tua vontade de perfeição e saúde aconteceram em mim, em resposta ao meu pedido.
Assim é e assim será.

Dr. Manoel Dantas
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!